Tag Archives: JBC

Warner planeja fazer filme live-action de Bleach (e Death Note?)

23 fev

Yo!
A Warner Bros. adquiriu os direitos de adaptar o mangá Bleach, de Tite Kubo, e tem planos para um filme live-action. Eles agora estão desenvolvendo o projeto com a Viz (editora que publica a versão em inglês de Bleach), e já parecem ter a equipe pronta.

O mangá, que é muito famoso, já vendou 75 milhões de cópias no Japão. A Shueisha publica o mangá na revista semanal Shonen Jump no Japão, e o Studio Pierrot tem feito a adaptação do mangá para o anime e para os filmes desde 2004. Aqui em terras verde-amarelas o mangá é licenciado pela Panini. Desde 2008, no Brasil, os canais pagos de televisão Animax e Sony Spin exibiram os episódios 1 ao 52 e 53 ao 109, respectivamente.

A Warner Bros também adquiriu os direitos de fazer adaptações do mangá Death Note, de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata, que é distribuído no Japão pela Shonen Jump, na América do Norte pela Viz e no Brasil pela JBC. Eles estão adaptando os mangás Ninja Scrool (Jubei Ninpucho), de Yoshiaki Kawajiri, e Akira, de Katsuhiro Otomo. A Editora Viz até instalou um escritório em Hollywood em 2008 para levar os produtores do lugar a terem interesse nas propriedades da editora (Mangás, hehe). Segue um video de Akira (que é um dos mangás mais famosos de todos os tempos) abaixo:

Bom, uma vez ouvi alguém dizer que não tinha gostado do filme de Dragon Ball, desenvolvido pela Fox… Mas nunca se sabe né? Eu mesmo não assisti. Prometo que assistirei e direi algo sobre. Quem sabe não sai um filme bem legal pros fãs (to dentro) assistirem, né? Tomara!! Torçamos, pessoal!

Jaa!

Fonte: ANN 

Anúncios

Os melhores shoujo no Brasil (parte dois)

5 abr

Oi!!^^

  Hoje eu volto com a outra metade da lista que eu comecei a publicar ontem, sobre os  mangás publicados no Brasil de que eu mais gosto.

  Para quem não viu ontem, a lista está aqui. Como eu já disse, a lista está em ordem alfabética, e não de preferência. Os mangás citados não são necessariamente shoujo, o título do post só é esse porque eu não quero comentários do tipo “como Naruto não está entre os melhores mangás publicados no Brasil?” e coisas do gênero.

  Vamos então à  Parte Dois da minha lista!

 

MeruPuri

 

   O primeiro mangá que eu li! Um mahou-shoujo muito fofo!! Conta a história de uma menina que não sabe ser descendente de uma feiticeira, e que de repente encontra um príncipe de um reino mágico de outra dimensão.

  O mangá (da incrível Hino Matsuri) tem apenas 4 edições, e foi publicado pela Panini. Eu falei mais sobre MeruPuri aqui.

Nana

  Quem não gosta de Nana? O shoujo de maior sucesso no mundo, conta os dramas de duas amigas que compartilham o mesmo nome: Nana.

  Nana (da maravilhosa Yazawa Ai) é publicado no Brasil pela JBC (até agora, com 21 volumes), e sua publicação está em pausa pois a publicação original japonesa também está em pausa, por conta de problemas de saúde enfrentados pela autora.

Otomen

  Otomen é uma comédia (com um humor sarrista parecido com o de OURAN) que narra os dramas de Asuka (que não é gay) em esconder os seus hobbyes femininos.

  O mangá de Kanno Aya é publicado pela Panini e tem, atualmente, 7 edições. Eu já falei um pouquinho de Otomen aqui.

Paradise Kiss

  Minha paixão. O melhor (e primeiro) Josei publicado no país. Conta a história de Yukari, e o seu dilema em escolher entre uma carreira acadêmica sólida e uma carreira de modelo.

  Os 5 volumes do mangá ( de Yazawa Ai) foram publicados em edições metálicas lindas pela editora Conrad mas, infelizmente, não são fáceis de se encontrar… Eu falei bastante de Paradise Kiss no blog, aqui, aqui e aqui.

Sakura Card Captors

  O primeiro mangá shoujo publicado no país (e um dos melhores mahou-shoujo ever!). Conta a história da pequena e fofa Sakura, que tem a missão de coletar as cartas Clow que ela deixou escapar sem querer.

  O mangá (da CLAMP) foi publicado pela JBC no formato de meio tankobon, e conta com 24 edições (algumas bem chatas de se encontrar).

Socrates in Love

  Um one-shot josei lindo, que conta a dramática história de um casal que descobrem juntos as emoções do amor, e tem que superar uma tragédia.

  Tem autoria de Kazumi Kazui, baseado no best-seller de Kyoichi Katayama. Foi publicado em uma edição linda pela JBC, e eu já falei mais sobre ele aqui.

Tsubasa Reservoir Chronicles

  Mangá shounen de aventura, que utiliza personagens de Sakura Card Captors e possui uma história entrelaçada com XXXHolic (ficou confuso? Coisas de CLAMP…). Mas pode confiar, é super legal!

   É publicado no formato meio tankobon pela JBC, tem atualmente 51 volumes e vai terminar em 56 volumes (o original possui 28 volumes).

Ultramaniac

  Mahou-shoujo bonitinho que conta a história de de uma humana que fica amiga de uma bruxinha.

  Teve seus 5 volumes publicados pela Panini. De autoria de Wataru Yoshizumi.

Vampire Knight

  Quem é leitor do blog sabe, eu AMO Vampire Knight. É um shoujo de drama e romance, com temática sobrenatural. Conta a história de Yuuki, que apesar de conviver com vampiros diariamente em sua escola, descobre que os seus laços com eles são ainda mais intensos do que ela imaginava…

  O mangá (de Hino Matsuri) é publicado atualmente pela Panini e conta, por enquanto, com 12 volumes. A publicação ainda está em andamento no Japão (Hino sensei, não enrrola!!). Eu já falei de Vampire Knight no blog milhares de vezes… quem quiser ler mais, visite a categoria VK Project.

Wanted

   One-shot shoujo de aventura. Conta a história de uma menina que passa a viver uma vida de pirata! (Esse mangá é muuuito legal! A Hino sensei deveria fazer uma série!).

  Foi publicado pela Panini, e pode ser meio complicado se se encontrar… De autoria de Hino Matsuri.

Welcome to the N.H.K

  (Ou Bem-vindo à N.H.K) Mangá shounen ecchi, de comédia sem noção, que conta a história de um Hikikomori que se considera vítima de uma corporação malígna encabeçada pela rede de televisão N.H.K (?).

  Mangá com 8 volumes de Tatsuhiko Takimoto, que começou a ser publicado pela Panini e tem, por enquanto, 2 volumes lançados  (Recomendado para maiores de 18 anos. Sério!).

XXX Holic

  Mangá seinen lindo maravilhoso incrível de temática sobrenatural. Conta a história de Watanuki, que é capaz de ver espíritos, e acaba envolvido com Yuuko, dona de uma loja que realiza desejos pouco convencionais (geralmente relacionados a espíritos e coisas do gênero). Eu já falei sobre Holic aqui.

  O mangá (da CLAMP) se encerrou no Japão com 19 volumes, e é publicado no Brasil pela JBC no formato de meio tankobon, e está atualmente no volume 34.

Zettai Kareshi

  Zettai Kareshi – o namorado perfeito. Um shoujo maravilhoso que eu amo, de comédia romântica com um “q” de ficção científica. Conta o divertido romance entre uma menina e um andróide (que ela comprou para ser o seu namorado ideal).

  Teve seus 6 volumes publicados no Brasil pela Conrad, mas suas edições são quase impossíveis de se encontrar. De autoria de Yuu Watase. Eu fiz resenha de Zettai Kareshi aqui.

  Em resumo, é possível encontrar mangás maravilhosos no Brasil. Dá para perceber que os títulos estão divididos entre duas principais editoras, a Panii e a JBC. Ambas possuem títulos muito fortes, mas também tem os seus problemas.

  A Panini, apesar da qualidade de seus produtos e da grande variedade de títulos shoujo, é incapaz de seguir um planejamento. A ordem de suas publicações é caracterizada por ser, líteralmente, sem ordem, o que torna a periodicidade de  muitos de seus títulos bastante caótica.

  A JBC, por outro lado, é organizadíssima. Quando eles dizem que o mangá será lançado naquele dia, ele é e ponto final. Os raros atrasos são noticiados publicamente pela empresa, que mostra um grande respeito pelo consumidor nesse quesito. Porém… apesar de deter o monopólio dos mangás da CLAMP, a JBC não tem uma vasta variedade de shoujos… geralmente são publicados um ou dois ao mesmo tempo… e olhe lá! Sem falar na qualidade dos mangás, que é evidentemente inferior à das outras editoras, ocorrendo sempre capas que descolam, entre outros problemas…

  A minha maior mágoa é em relação à Conrad, que sempre trazia títulos incríveis e com alto padrão de qualidade mas… morreu, coitada… E quanto às editoras menores, eu não tenho muito o que comentar… pelo menos por enquanto. Exceto que a qualidade dos produtos é muito boa!

  Os volumes atuais dos mangás podem ser encontrados facilmente nas bancas de jornal. Quanto aos volumes antigos, você pode perguntar ao seu jornaleiro sobre a disponibilidade, ou ir direto à lojas especializadas em quadrinhos. É possível adquirir volumes antigos em feiras e eventos relacionados ao setor. Existem lojas virtuais muito boas também, como a Comix. Em alguns sebos, e principalmente no bairro da Liberdade, em São Paulo, é muito fácil de se encontrar mangás.

  E com tantas coisas legais aqui, ainda existem coisas que eu quero? Claro que sim! Só pra começo, poderiam trazer Nodame Cantabile, Akuma to Love Song, Kinkyori Renai (que não, não é pedofilia!), Lovely Complex (que não saiu aqui até agora por que mesmo?), Mars (mesma questão anterior), Hot Gimmick, Yurara, Stepping on Roses, B.o.d.y, Hana Yori Dango, Saiunkoku Monogatari, Kuroshitsuji…  Pouca coisa, né???

  Então é isso. Termino por aqui essa minha lista enorme, e espero ter ajudado alguns indecisos quanto a qual mangá ler em seguida.

XOXO

Mallu

Os melhores shoujo no Brasil (parte um)

4 abr

Oi!!^^

  As pessoas sempre me perguntam sobre indicações de mangás para ler, e me perguntam sobre coisas que eu leio. O problema é que eu leio muitos mangás americanos, então fica meio complicado indicar…. Então eu decidi fazer uma lista (por ordem alfabética) dos mangás shoujo (e alguns outros que eu acompanho) que na minha opinião são os melhores, e são/foram/serão publicados por editoras brasileiras.

  A lista foi completa e unicamente baseada na minha opinião, hehe… mas com certeza voce deve se identificar com alguma coisa… As imagens são as capas que eu considero mais bonitas.

  Só um detalhe, o título do post está como “os melhores shoujo do Brasil” porque a maior parte da lista é shoujo (embora ela tenha de tudo), e também porque eu não quero ver ninguém reclamando coisas do tipo : “Que lista m…. , cadê Bleach?” , Ok?? 

Vamos lá!

Black Bird

  Serializado atualmente pela editora Panini, o mangá já tem 6 volumes publicados (e sua publicação continua no Japão). Eu preciso fazer uma resenha decente de Black Bird, mas enquanto isso, vocês podem ler a que eu fiz quando li o primeiro volume.

   O mangá (de Sakurakouji Kanoko) é um shoujo de romance, com temática sobrenatural. Uma das minhas publicações atuais mais queridas.

Chobits

  Não é shoujo, é um seinen ecchi. É uma comédia romântica divertidíssima na qual um menino se apaixona por uma andróide (a fofíssima e famosa Chii).

 O mangá (da CLAMP) foi publicado pela editora JBC no formato de meio tankobon, por isso tem 16 edições (algumas delas bem complicadas para serem encontradas…).

Colégio OURAN Host Club

  Como faltar né? O meu mangá shoujo favorito, que é uma comédia (bem doidinha) e com romance, sobre uma garota pobre que por ser muito inteligente acaba em uma escola de elite. Lá ela se envolve acidentalmente com um grupo maluco de Hosts que mudarão a sua vida para sempre.

    Já falei bastante de OURAN no blog…vocês podem ler mais aqui e aqui.

  O mangá (de Hatori Bisco) é publicado atualmente no Brasil pela editora Panini, e por enquanto tem 15 volumes publicados (sendo que a história se encerrará no volume 18).

Death Note

  Meu Shounen favorito! É um suspense policial, com temática sobrenatural. Incrível. O Patrício falou de Death Note aqui no blog. É a história de um menino, que com um senso de justiça um pouco deturpado (mas boas intenções iniciais) se vê de repente com o poder de eliminar os criminosos do mundo.

  O mangá (de Ohba Tsugumi e Obata Takeshi) foi publicado pela editora JBC e conta com 12 volumes e um extra.

Full Moon wo Sagashite

   Mangá ( de Tanemura Arina) com 7 edições, publicado pela editora JBC.

  Não é um dos meus 10 shoujos prediletos, mas é bonitinho. A história é um drama, com temática sobrenatural,de uma menina que está para morrer mas sonha em ser cantora. Já falei de Full Moon no blog.

Fruits Basket

  Coisa linda! Uma das primeiras séries longas que eu acompanhei.  É um shoujo com temática sobrenatural e bastante drama. Com certeza uma das melhores séries! Conta a história de Tohru, que depois de órfã passa a viver em uma casa com belos homens, que possuem um segredo bastante incomum.

  Com autoria de Takaya Natsuki, foi publocado pela JBC em 23 volumes (e zero qualidade, se me permitem dizer). Leia mais aqui.

Galism

  Um shoujo divertido (e fraquinho…), sobre três irmãs que gostam bastante de namorar…

  O mangá (de Mayumi Yokoyama) foi publicado no Brasil pela editora Panini, e têm 6 edições. Eu falei um pouco de Galism aqui.

GEN – pés descalços

  Mangá shounen (de Nakazawa Keiji)  publicado em 4 edições luxuosíssimas pela editora Conrad, mas que hoje são impossíveis de se achar.

  História forte de um menino que sobrevive à bomba de Hiroshima, e tem de reconstruir a sua vida.

Hetalia

  Tirinhas (de Himaruya Hidekaz) que fazem comédia com acontecimentos históricos, e tem como personagens os países envolvidos personificados da maneira mais MOE possível.

  É publicado pela editora NEW POP em edições bonitas e periodicidade insana. Atualmente só possúi um volume publicado.

Honey & Clover

  Josei (de Chika Umino) que conta o dia a dia de uma turma de amigos que estudam em uma escola de artes. O mangá é muuito bom, e possui um equilíbrio entre comédia e drama.

  Honey & Clover tem 10 edições e foi publicado pela editora Panini.

Kaichou wa Maid-Sama!

  Maid Sama (de Fujiwara Hiro)  é um school-life shoujo incrível, eu gosto muito! Conta a história de uma rígida presidente do conselho estudantil, que trabalha secretamente em um maid café.

  Maid Sama (que ainda está em publicação no Japão) será publicado no Brasil pela editora Panini. Eu falei sobre Maid Sama aqui e aqui.

KareKano

  Um school-life shoujo que muita gente adora e eu apenas gosto. Conta a história de dois jovens, que são considerados os melhores da escola, e que passam a viver um romance.

  O mangá (de Masami Tsuda) tem 21 volumes, publicados pela Panini.

Kimi ni Todoke

   Kimi ni Todoke é um school-life shoujo bem bonitinho, que conta a história de uma menina muito meiga, qua não consegue se enturmar por ser muito estranha. Ela é ajudada pelo menino mais popular da sala, e eles se apaixonam.

  Kimi ni Todoke (de Shiina Karuho) ainda está em publicação no Japão, e será publicado no Brasil pela Editora Panini. Eu falei sobre Kimi ni Todoke aqui e aqui.

  Gente, por hoje é só. Amanhã eu volto com o restante da lista. Eu dividi o post no meio, porque ele já estava muito extenso.

XOXO

Mallu

XXX Holic Rou Adayume

2 mar

Oi T.T

  Depois do dia feliz ontem, hoje eu me lembrei de uma coisa triste (que eu esqueci de noticiar aqui no blog antes, foi maal)… Daqui  a exatamente uma semana, uma das minhas franquias favoritas irá dar o seu último suspiro…

  Dia 9 de março (a.k.a quarta que vem) será lançado no Japão o novo (e final) OVA de XXX Holic, XXX Holic Rou Adayume. O 19 e último volume encadernado da série será lançado no mesmo dia.

   Aqui no Brasil, a série (que é a minha favorita da CLAMP ^^) é publicada pela editora JBC em formado de meio-tanko. O último volume lançado por aqui foi o 34, o que equivale ao 17 encadernado japonês… (só para constar, já foi anunciado que o volume 34 sofrerá atraso na publicação). Ou seja, só faltam 4 volumes de Holic para serem lançados no Brasil :/

   Fica aqui o teaser do OVA (peguei o link no JBox)

  Ah…. T.T

XOXO

Mallu

Full Moon Wo Sagashite

3 ago

Oi!!^^

  E aí pessoal, alguém sobreviveu ao fim das férias? rsrrs

  Hoje eu vou falar de uma série que eu gosto muito, Full Moon Wo Sagashite, da mangaká Tanemura Arina. O mangá, originalmente publicado na revista Ribon, foi publicado no Brasil pela editora JBC.

  O mangá fez um sucesso tremendo no Japão, tanto que já no comecinho da publicação na revista ganhou uma versão em anime, com 52 episódios. Mas hoje eu vou falar sobre o mangá (porque não assisti ao anime todo).

  Vamos começar pelo nome do mangá, Full Moon wo Sagashite significa “à procura da lua cheia”. Coisa linda, né? Conforme a história passa, descobre-se o significado do título, o que deixa ainda mais bonito (e um pouco melancólico também…).

  A história gira em torno de Koyama Mitsuki, uma garotinha que sonha em ser cantora, mas não pode concretizar o seu sonho devido a uma grave doença em sua garganta. A doença pode matar Mitsuki, e a sua única chance de sobrevivência seria a remoção de suas cordas vocais. Mitsuki se recusa a fazer a operação, pois ela prefere morrer do que viver uma vida inteira sem poder cantar.

  Esse não é o único drama da vida da nossa jovem! Como se não bastasse estar morrendo e ser incapaz de realizar seus sonhos, a nossa pequenina também é órfã! Depois de viver em um orfanato por alguns anos, ela foi acolhida na casa de sua avó, que abomina música e proíbe a neta de cantar (ela é uma pessoa dura, mas tem os seus motivos para não tolerar a música).

  E, ahá!!! Ela não apenas está morrendo, é incapaz de realizar seus sonhos,  é órfã e mora com sua avó malvada. A menina também tem um amor, que é distante! Mitsuki vive sua vida sonhando em ser cantora, porque no dia que ela for famosa, ela tem esperanças de reencontrar o seu amado, Sakurai Eichi. Ela conheceu Eichi quando ainda estava no orfanato, e na despedida antes que fosse adotado e levado para os E.U.A, Eichi declara o seu amor à Mitsuki. Ela sonha com o dia do reencontro deles desde então, para que ela possa dizer a Eichi os sentimentos que ela tem por ele.

Mitsuki e Eichi

SPOILER (Selecione o texto para ler)

  Então, além de estar morrendo,ser incapaz de realizar o seu sonho, ser órfã, morar com uma avó malvada, e ter um amor distante, ao longo da história descobre-se outro drama na vida Mitsuki. O seu amor está mais distante do que se esperava! Eichi está morto! O avião em que ele estava indo para os Estados Unidos com sua família adotiva caiu, e o menino não sobreviveu ao acidente. E o mais triste da situação é que Mitsuki já sabia! Ela sabia do acidente, sabia que Eichi não havia sobrevivido, e ainda assim fingia acreditar que ele ainda estava vivo! É desgraça demais pra vida de uma criança só, minha gente!

  Pra dar um brilho esperança na vida de Mitsuki surgem dois Shinigamis, Takuto Kira e Meroko Yui. Eles vieram buscar sua alma, porém  hora ainda não havia chego e faltava ainda um ano para que Mitsuki morresse. A menina, que diferentemente dos outros humanos é capaz de ver a dupla de shinigamis, faz um trato com eles, que sentem pena da situação dela, para que nesse ano ela realize o seu sonho de ser cantora.

Takuto e Mitsuki

  Ao longo da história, muitos segredos são revelados, principalmente sobre o passado dos persoagens, não só da protagonista, mas de seus pais, e da vida anterior dos shinigamis. Surgem também outros shinigamis (como a divertida dupla Izumi Rio e Jonathan), alguns bons e alguns ruins, e acontecem muitos romances. Full Moon wo Sagashite é um mangá bastante dramático, mas muito emocionante. Vale muito a pena ler, porque a história é muito bonita (e o final também).

Meroko e Izumi

   O que eu mais gosto em Full Moon nem é da trama central, com o drama de Mitsuki querer ser cantora, mas sim das tramas secundárias, como o passado de Meroko, e seu relacionamento perturbado com Izumi; o passado entrelaçado de Takuto com o pai de Mitsuki e os romances bonitinhos entre os personagens. Os pontos altos da história, para mim, são o passado sofrido dos shinigamis e a verdadeira história de Eichi. Além do traço lindo e detalhista de Tanemura Arina.

  Eu super recomendo Full Moon, vale muito a pena ler!

XOXO

Mallu

Fruits Basket

24 jul

Oi!!^^

  Continuando no balaio das séries favoritas, hoje eu trago para vocês uma velha conhecida: Fruits basket!

 

  Fruits Basket conta a dramática história de Honda Tohru, que após a morte de sua mãe, passa a morar em uma cabana no meio da florest, para não se tornar um incômodo para seus parentes e amigos. Sempre otimista, Tohru se mantém firme e não desanima diante das dificuldades de sua vida.

  O que Tohru não sabia, é que o bosque onde se instalou pertencia a propriedade da família Souma. Os membros da família, ao descobrirem a situação de Tohru a acolhem na sua casa, onde ela passa a morar em troca de serviços domésticos.

  Na casa, além de Tohru vivem:

  O belíssimo Souma Yuki, o príncipe da escola, que é uma pessoa muito gentil, embora problemático.

  O esquentado Souma Kyo, que tem um grande coração.

  E o misterioso Souma Shigure. Que apesar de aparentar seu uma pessoa tranquila, guarda os maiores segredos da família. Por ser mais velho é o chefe da casa onde vivem Tohru e os outros dois meninos.

  Logo de início Tohru descobre o maior segredo da família Sohma : o poder de se transformar em animais do horóscope chinês, devido a uma antiga maldição. A descoberta desse fato torna impossível para Tohru simplesmente sair da vida dessa família, e faz com que ela se envolva cada vez mais com essa misteriosa família. Vista como ameaça por alguns membros do clã, e como amiga inseparável por outros, Tohru agora tem a obrigação de guardar esse e outros segredos dos Souma.

  O mangá de Fruits Basket pode ser mais paradinho no começo, mas chega um ponto na história que ele se torna realmente viciante. A história é muito envolvente, e depois de alguns volumes o leitor se vê totalmente preso à trama de segredo dos Souma.

  Fruits Basket, de autoria de Natsuki Takaya, tem 23 volumes e foi publicado no Brasil pela editora JBC, além de ter sido publicado em vários países, sendo sempre um sucesso ( o mais legal é ver o aperfeiçoamento do traço da mangaká ao longo dos volumes. Lendo na sequencia, o leitor não percebe as diferenças, mas ao comparar lado-a-lado um volume inicial com os volumes finais, a diferença no traço é gritante!). Furuba também tem um anime de 26 episódios (que só se desenvolve até um ponto na história, e não capta todo o potencial do mangá).

  Eu recomendo (muito!) Fruits Basket (o mangá). A história é envolvente e emocionante, e tem todos os elementos necessários para uma história e tanto: muito drama, muito mistério, bastante romance e toques de comédia. Tem também uma gama variadíssima de personagens, capaz de agradar a qualquer um. E o melhor de tudo: uma trama de segredos surpreendente. Além de um triângulo amoroso imprevisível, daqueles que dá até para fazer aposta…

  (Destaque para as amigas engraçadíssimas da Tohru, em especial a minha querida Hanajima Saki e suas “ondas neurais venenosas”, e a dois dos meus personagens favoritos: o fofo Souma Momiji e o meu amado e extravagante Souma Ayame).

  Por favor, leiam Fuits Basket! É muuuito bom!^^

XOXO
Mallu

Novos mangás da JBC!

19 jul

Oi!!^^

Durante o Anime Friends a editora JBC anunciou a sua lista de novos mangás, que entrarão em publicação ainda esse ano. É possível  notar que a editora não quis ousar muito, e trouxe títulos já conhecidos pelo público e que prometem fazer bastante sucesso.

Rosario + Vampire

Um mangá shounen, de comédia com toques de romance (ecchi). Mais um mangá da aclamada Shonen Jump que vem para o Brasil.

Blue Dragon ST

Outro manga shonen da (adivinhem) Shounen Jump. Este, por sua vez, é de aventura.

MÄR

Outro mangá shounen , de fantasia e aventura (MÄR faz referência a Märchen, conto de fadas em alemão).

Busou Renkin

Shounen de ação, do mesmo autor de Samurai X

Monster Hunter Orage

Shounen de aventura e fantasia.

Saber Marionette J

Shonen de ficção científica e romance.

Code Geass

Shonen de ficção científica com mechas \o/

Evangelion

Shounen de ficção científica e mechas (que antes era da Editora Conrad).

Fairy Tail

(Não, não é hentai). Mangá shounen de comédia e fantasia.

Minhas companheiras de shoujo, a temporada foi fraca para nós. Mas para quem gosta de um bom shounen, a ediora JBC trouxe várias ótimas opções, para agradar todos os gostos!

Fonte: Anime Pró.

XOXO

Mallu

Novidades da JBC: NANA, Lost Canvas e FMA

18 jul

Yo Minna!!
A JBC anunciou que a partir desse mês, a venda de FMA será nacional. Ou seja, os vendedores de mangás espalhados por todo o Brasil receberão ao mesmo tempo a mesma edição do mangá, permitindo aos leitores comprar o mesmo volume em qualquer lugar do país (onde sejam vendidos).


Já NANA #22, que deveria ser lançado no final de junho, sofreu atrasos por causa de um intervalo na produção no Japão. Isso significa que o mangá está muito próximo da versão japonesa!!

Além disso, a JBC anunciou uma mudança na logomarca de CDZ Lost Canvas a partir do volume 16, por causa de um alinhamento mundial pela editora japonesa Akita Shoten. O novo logo terá o nome original da série, Saint Seiya, mas o título “Cavaleiros do Zodíaco” foi mantido.

Ja Ne!

Hikaru no Go

23 out

Yo!

Bom, vamos começar com uma noticia. A JBC anunciou no Comix Fest, que vai lançar em breve aqui em solo brasileiro o manga Hikaru no Go!
O Manga começou a ser publicado em 1998 pela Shonen Jump. O manga foi criado por Yumi Hotta, e ilustrado por Takeshi Obata (que também ilustrou Death Note e Bakuman).

Yo Nihon!* - Hikaru no Go

Hikaru no Go, que significa mais ou menos “O Go de Hikaru”, conta a história de Shindou Hikaru, um garoto que aprende a jogar um tradicional jogo chamado Go, por meio dos ensinamentos de um fantasma que era antigo tutor do imperador. O sucesso dos 23 volumes em manga de Hikaru no Go, foi suficiente para criarem a versão em anime, que com 76 episódios, foi exibida de Outubro de 2001 a Março de 2003.

Yo Nihon!* - Hikaru no Go!

A história começa quando Hikaru encontra um tabuleiro na casa de seu avô, com sua amiga Akari. O tabuleiro estava manchado de sangue, mas só ele via a mancha. Hikaru tenta limpar a marca de sangue, mas um fantasma diz alguma coisa, e então assustado, Hikaru desmaia. Quando acorda, o fantasma conta sua história para Hikaru. Ele era o antigo tutor de Go de um imperador no período Heian. Devido a um acidente, ele morreu, e sua alma ficou presa dentro do tabuleiro de Go, pois ainda tinha assuntos pendentes.

O fantasma então, de nome Sai, que tem assuntos pendentes com o jogo Go, pede a Hikaru que o leve a um clube de Go. Eles vão, e depois de muita insistência, Hikaru joga com outra pessoa de sua idade, Akira. Na verdade, quem joga é Sai. Hikaru (Sai) vence, e depois descobre que Akira é o filho do maior jogar de Go da atualidade. Só que mal sabia ele que daí pra frente, Akira começaria a persegui-lo.

//EDIT: Como eu respondi pra Gih, que comentou no post, acho que podemos comparar Hikaru no Go com Yu-Gi-Oh. Não estou dizendo que são iguais, definitivamente. Só digo que a história é parecida, já que ambas histórias são sobre garotos que jogam um jogo, “controlados” por um “fantasma” de alguma era antiga. Apesar de Yu-Gi-Oh ser 2 anos mais velho que Hikaru no Go (Yu-Gi-Oh foi lançado em 1996).//

Bom, então é isso.
Espero que tenham gostado das novidades! Em breve mais um mangá para gastarmos nosso dinheiro!

Novidades da Panini fim de Setembro/começo de Outubro

22 set

Oi!!^^

E antes os mangás da Panini que saiam religiosamente (ou não) na última quinta feira do mês, ha algum tempinho passaram a sair na primeira quinta feira do mês… Além, claro, da outra leva de mangás que sai no meio do mês. Em todo caso, aí vai a listinha pro final de Setembro/ começo de Outubro.

2609

* Berserk 51

* Bleach 27

* Chrno Crusade 6

* Colégio OURAN Host Club 12 (\o/\o/\o/)

* D. Gray Man 6

* Honey & Clover 3

* Marmalade Boy 6

* Naruto 29

* Otomen 1 (\o/\o/\o/\o/\o/0

* Ultramaniac 2

* Sunadokei 8

* Trinity Blood 10

* Trigun Maximun 6

E da listinha dos que já chegaram nas bancas, temos:

* Gantz 23

* MPD Pshycho 9

Este mês também já chegaram nas bancas alguns títulos da JBC, como:

* Ranma 1/2 (aguardadíssimo)

* XXX Holic 20

* Full Moon o Sagashite 5

* Hunter X Hunter 18

* DNA ² 3

* Nana 13

E os lançamentos da Conrad:

*Melodia infernal 2

* Model 1 a 3 (que teve seus 3 volumes iniciais lançados juntos o.o )

Nem preciso dizer que estou animadíssima com a estréia de Otomen e com OURAN 12… Amei esse esquema de VK em um mês e no outro OURAN… assim todo mês eu leio um dos meus mangás amados ^^

XOXO

Mallu