Arquivo | Ouran RSS feed for this section

Ouran 9

25 set

Oi!!^^

  Comentário aleatório para quem está acompanhando o dorama de Ouran…

  O que foi aquela figuração de Kyoya e Hani fantasiado de lolita, bancando o casal no plano de fundo do passeio? Eu ri convulsivamente!

  Quem ama Ouran levanta a mão!!!!! \o/

XOXO

Mallu

Anúncios

Primeiros Episódios: dorama de OURAN

25 jul

Oi!!^^

  Hoje eu assisti ao primeiro episódio do tão mal falado dorama de OURAN High School Host Club.

   Confesso que já comecei a assistir cheia de preconceitos e sem grandes expectativas. Ainda bem, porque se eu estivesse esperando alguma coisa do mesmo nível do mangá e do anime, eu teria me decepcionado bastante. Mas como já estava esperando o pior, até que consegui me divertir um pouquinho…

  Nesse primeiro episódio, tivemos coisas razoáveis, coisas muito ruins e momentos desastrosos. Outras coisas só me deixaram confusa, eu ainda não sei o que pensar sobre a aura negra em volta do Nekozawa-sempai, por exemplo…

  Eu fiquei realmente chateada por eles terem destruído a cena épica em que Haruhi entra na terceira sala de música pela primeira vez. Ao invés dela ter sido surpreendida pelos meninos em sua clássica formação, no marcante momento “Irasshaimase!!!”, a menina ficou simplesmente contemplando a beleza da sala e o quanto tudo aquilo deveria custar. Haruhi não liga para isso! Ela é totalmente desligada! Depois dessa cena descaracterizada, os meninos que, no dorama, sentam DE LADO para a porta ao invés DE FENTE como deveria ser, dão as boas vindas à ela.

  E é óbvio que eu me assustei com o Tamaki. Gente, esse menino parece um macaco! (Com todo respeito aos macacos). Sem falar que ele não entrou no espírito do personagem. Ou melhor, nenhum dos atores assumiu verdadeiramente a identidade dos personagens, ao contrário dos dubladores do anime que fizeram um trabalho excepcional. Não adianta, por exemplo, o Honey carregar um coelhinho. Sua voz não transmite em nada a atmosfera kawaii do personagem, que é tão marcante no anime.

  Outra coisa que me irritou foi o fato de que a atriz não parecer de FORMA ALGUMA com um menino. Tudo bem que a história toda de OURAN é absurda, mas eles poderiam ter caprichado mais no dorama… principalmente no início, antes da transformação de Haruhi. Mesmo com os óculos, o cabelo levemente bagunçado, estava tudo limpo demais. A Haruhi no mangá parecia uma mendiga.

  Eu já havia dito que não gostei da mudança dos uniformes (que no original são azuis, e no dorama são pretos). Mas o uniforme das meninas está uma desastre ainda maior! Dá para notar uma tentativa frustrada de fidelidade com o original no modelo do vestido. Mas ao invés do vestido bufante amarelo com meias brancas, temos vestidos HORRÍVEIS brancos com meias pretas que mais parecem calças.

  E para quem achava que não poderia ficar pior, esse episódio também mostrou a cena mais forçada que eu já vi na vida, quando Hani pula nos braços de Haruhi; e o momento mais trágico da dramaturgia mundial, com o coração cor-de-rosa do Tamaki pulsando. Eu senti uma vergonha alheia tão grande nesse momento, que se eu estivesse assistindo junto de alguém eu provavelmente teria me suicidado.

  Em resumo, eu não gostei do dorama. Porque ele falha miserávelmente na sua proposta como dorama de humor: fazer rir. O episódio não foi engraçado, e eu estou duvidando que a série irá ficar muito melhor que isso (no máximo vai conseguir ser levemente divertida, nunca extremamente engraçada, como é  caso do mangá e do anime). O humor está pastelão demais, eu realmente não consegui rir. Mas se você for uma pessoa realmente maldosa como eu, garanto que a cena em que o suposto galã tira a camisa e exibe o seu sensual físico de lagartixa irá provocar no mínimo uma gargalhada.

  Mas eu consegui sorrir levemente na parte em que o Tamaki chora com o lenço na cara pra me poupar daquele rosto horrível do ator, e quando Mori sai correndo ao fundo com Hani (com seu bracinho apontando para a frente) nos ombros, porque eu senti uma brisa de nostalgia que me lembrou que aquilo talvez fosse parecido com OURAN…

  Eu gostei bastante do final do episódio, achei muito meigo. Gostei da modificação da cena da fonte, com todos os amigos indo procurar a carteira juntos, foi uma cena bonita… Talvez por causa dessa cena que eu decidi não abandonar a série.

  Vou acompanhar esse dorama, e fingir que não tem nenhuma relação com o meu mangá favorito…

XOXO

Mallu

 

Atualização: Estou acompanhando a série, e adorando! Como o título explicita, essa análise foi apenas do primeiro episódio.  Eu já comecei a mudar de opinião sobre a série no segundo episódio, e a partir daí foi só amor. Também escrevi resenhas/comentários dos episódios 5 e 9.

Ouran está de volta!!

12 abr

Oi!!^^

  Então, finalmente, quase UM ANO depois, Ouran 16 chega nas bancas brasileiras. Tomara que não enrolem com os outros 2 volumes finais e que eles já saiam na sequência…

  O legal é que era para voltar no mesmo ônibus com Vampire Knight, mas o Ouran foi no banheiro e teve que esperar pela próxima condução, por isso ele atrasou 2 semanas… (Risos)

  Mas com os prazos da Panini é assim, é rir pra não chorar!

  E souberam da última piada da Panini? No último checklist deles, aparece o SEGUNDO volume de Kimi ni Todoke. O bacana é que o primeiro ainda não apareceu… aí é sacanagem, né? Será que alguém ainda acedita no checklist deles?

XOXO

Mallu

Os melhores shoujo no Brasil (parte um)

4 abr

Oi!!^^

  As pessoas sempre me perguntam sobre indicações de mangás para ler, e me perguntam sobre coisas que eu leio. O problema é que eu leio muitos mangás americanos, então fica meio complicado indicar…. Então eu decidi fazer uma lista (por ordem alfabética) dos mangás shoujo (e alguns outros que eu acompanho) que na minha opinião são os melhores, e são/foram/serão publicados por editoras brasileiras.

  A lista foi completa e unicamente baseada na minha opinião, hehe… mas com certeza voce deve se identificar com alguma coisa… As imagens são as capas que eu considero mais bonitas.

  Só um detalhe, o título do post está como “os melhores shoujo do Brasil” porque a maior parte da lista é shoujo (embora ela tenha de tudo), e também porque eu não quero ver ninguém reclamando coisas do tipo : “Que lista m…. , cadê Bleach?” , Ok?? 

Vamos lá!

Black Bird

  Serializado atualmente pela editora Panini, o mangá já tem 6 volumes publicados (e sua publicação continua no Japão). Eu preciso fazer uma resenha decente de Black Bird, mas enquanto isso, vocês podem ler a que eu fiz quando li o primeiro volume.

   O mangá (de Sakurakouji Kanoko) é um shoujo de romance, com temática sobrenatural. Uma das minhas publicações atuais mais queridas.

Chobits

  Não é shoujo, é um seinen ecchi. É uma comédia romântica divertidíssima na qual um menino se apaixona por uma andróide (a fofíssima e famosa Chii).

 O mangá (da CLAMP) foi publicado pela editora JBC no formato de meio tankobon, por isso tem 16 edições (algumas delas bem complicadas para serem encontradas…).

Colégio OURAN Host Club

  Como faltar né? O meu mangá shoujo favorito, que é uma comédia (bem doidinha) e com romance, sobre uma garota pobre que por ser muito inteligente acaba em uma escola de elite. Lá ela se envolve acidentalmente com um grupo maluco de Hosts que mudarão a sua vida para sempre.

    Já falei bastante de OURAN no blog…vocês podem ler mais aqui e aqui.

  O mangá (de Hatori Bisco) é publicado atualmente no Brasil pela editora Panini, e por enquanto tem 15 volumes publicados (sendo que a história se encerrará no volume 18).

Death Note

  Meu Shounen favorito! É um suspense policial, com temática sobrenatural. Incrível. O Patrício falou de Death Note aqui no blog. É a história de um menino, que com um senso de justiça um pouco deturpado (mas boas intenções iniciais) se vê de repente com o poder de eliminar os criminosos do mundo.

  O mangá (de Ohba Tsugumi e Obata Takeshi) foi publicado pela editora JBC e conta com 12 volumes e um extra.

Full Moon wo Sagashite

   Mangá ( de Tanemura Arina) com 7 edições, publicado pela editora JBC.

  Não é um dos meus 10 shoujos prediletos, mas é bonitinho. A história é um drama, com temática sobrenatural,de uma menina que está para morrer mas sonha em ser cantora. Já falei de Full Moon no blog.

Fruits Basket

  Coisa linda! Uma das primeiras séries longas que eu acompanhei.  É um shoujo com temática sobrenatural e bastante drama. Com certeza uma das melhores séries! Conta a história de Tohru, que depois de órfã passa a viver em uma casa com belos homens, que possuem um segredo bastante incomum.

  Com autoria de Takaya Natsuki, foi publocado pela JBC em 23 volumes (e zero qualidade, se me permitem dizer). Leia mais aqui.

Galism

  Um shoujo divertido (e fraquinho…), sobre três irmãs que gostam bastante de namorar…

  O mangá (de Mayumi Yokoyama) foi publicado no Brasil pela editora Panini, e têm 6 edições. Eu falei um pouco de Galism aqui.

GEN – pés descalços

  Mangá shounen (de Nakazawa Keiji)  publicado em 4 edições luxuosíssimas pela editora Conrad, mas que hoje são impossíveis de se achar.

  História forte de um menino que sobrevive à bomba de Hiroshima, e tem de reconstruir a sua vida.

Hetalia

  Tirinhas (de Himaruya Hidekaz) que fazem comédia com acontecimentos históricos, e tem como personagens os países envolvidos personificados da maneira mais MOE possível.

  É publicado pela editora NEW POP em edições bonitas e periodicidade insana. Atualmente só possúi um volume publicado.

Honey & Clover

  Josei (de Chika Umino) que conta o dia a dia de uma turma de amigos que estudam em uma escola de artes. O mangá é muuito bom, e possui um equilíbrio entre comédia e drama.

  Honey & Clover tem 10 edições e foi publicado pela editora Panini.

Kaichou wa Maid-Sama!

  Maid Sama (de Fujiwara Hiro)  é um school-life shoujo incrível, eu gosto muito! Conta a história de uma rígida presidente do conselho estudantil, que trabalha secretamente em um maid café.

  Maid Sama (que ainda está em publicação no Japão) será publicado no Brasil pela editora Panini. Eu falei sobre Maid Sama aqui e aqui.

KareKano

  Um school-life shoujo que muita gente adora e eu apenas gosto. Conta a história de dois jovens, que são considerados os melhores da escola, e que passam a viver um romance.

  O mangá (de Masami Tsuda) tem 21 volumes, publicados pela Panini.

Kimi ni Todoke

   Kimi ni Todoke é um school-life shoujo bem bonitinho, que conta a história de uma menina muito meiga, qua não consegue se enturmar por ser muito estranha. Ela é ajudada pelo menino mais popular da sala, e eles se apaixonam.

  Kimi ni Todoke (de Shiina Karuho) ainda está em publicação no Japão, e será publicado no Brasil pela Editora Panini. Eu falei sobre Kimi ni Todoke aqui e aqui.

  Gente, por hoje é só. Amanhã eu volto com o restante da lista. Eu dividi o post no meio, porque ele já estava muito extenso.

XOXO

Mallu

Trailer de Paradise Kiss e Último volume de OURAN

30 mar

Oi!!^^

  Nossa senhora da bicicletinha, de hoje eu não passo. Notícias lindas (uma feliz e outra nem tanto) das minhas duas séries favoritas!!!!

  Hoje saiu o tariler completo do filme de Paradise Kiss. Está parecendo que o filme vai ser bem fiél à história original! Esse é pra aumentar a ansiedade!!

  E agora a notícia chatinha… Eu sei que a série já acaboou, eu já li até o final, mas enfim… quando o último volume sai, é como se mostrasse que é o fim MESMO (embora eu esteja na esperança de um volume extra com os gaidens). Dia 5 de Abril será lançado o último volume de Ouran (com direito à eventos especiais com a autora -chique-).

  Preciso falar que amei a capa? Melhor que isso só se fossem todos os hosts juntinhos (ok, isso seria bem melhor né?). O último capítulo, para quem ainda não leu, pode ser um pouco decepcionante para os leitores que queriam um pouco mais de paixão. Mas tem todo o MOE MOE que a série prega desde o seu início.

Vi a notícia no Shoujo Café.

XOXO

Mallu