Cantoras Ocidentais com carreira em ascenção no Japão

24 jul

Yo Minna!
Não, não vim falar de cantoras de fama internacional como Lady Gaga ou Beyonce. Não.
Todos aqui já devem ter ouvido falar da antipatia de alguns, ou da maioria dos japoneses (não sei nem se é verdade, mas é o que dizem) pelos Gaijins, estrangeiros, gringos, Não-Japoneses.
Pois é, mas estava eu navegando pela internet, quando me deparo com três cantoras gaijins, com carreiras promissoras!! Claro que não tem tanta fama quanto cantoras como Ayumi Hamasaki e Utada Hikaru; mas achei muito interessante. As três tiveram seu debut entre o outono de 2008 e 2009, e duas delas tem canções em animês.

Beckii Cruel

Nascida na Ilha de Man em junho de 1995, a cantora e dançarina Rebecca Flint foi introduzida ao mundo dos mangás com 11 anos por Fruits Basket. Em Novembro de 2008, ela postou um video dela mesma dançando “Danjo Dance”, que era popular na época. O video foi reproduzido num programa japones, que deu popularidade a Beckii. Depois de algumas aulas de canto, ela lançou 2 CDs com músicas indie. Em Outubro de 2009, Beckii juntou-se com outras garotas e criou o grupo chamado “Cruel Angels”, com a francesa Sarah Cruel e a inglesa Gemma Cruel. Elas assinaram um contrato com a Tokuma Japan Communications e lançaram o seu primeiro single “Tsubasa wo Kudasai” em 10 de Fevereiro desse ano.

Becca

Nascida em Portland (EUA) em Maio de 1989, a cantora, compositora e guitarrista Rebecca Emily Hollcraft, começou a compor musicas quando ainda era bem jovem e começou a tocar guitarra com 10 anos. Com 13 anos, Becca gravou uma fita para um evento. A fita foi encontrada por uma produtora que fez Becca assinar um contrato com a Sony Music International, e lançar o primeiro single “I’m Alive!”, que foi usado como Encerramento do anime Kuroshitsuji em 2008. Como a Rebecca já era interessada pela cultura japonesa (principalmente pela moda), depois de seu debut e de seu ganho de popularidade no japão por causa do anime, ela fez questão de ler os mangás mais populares até então.

Himeka

Nascida em Quebec no canada em Julho de 1981, a cantora Catherine St-Onge começou a gostar de animes aos 15 anos com Sailor Moon. Em 2008 ela se mudou para o Japão para buscar sua carreira de cantora, que começou com o sucesso de St-Onge no anual Anison Grand Prix, hospedado pela Sony, onde ela ganhou a chance de se lançar profissionalmente como cantora no Japão com a Sony Music Japan International. Seu primeiro single “Asu e no Kizuna” foi usado como abertura do anime Valkyria Chronicles que foi adaptado do Playstation 3. Desde então, ela tem cantado temas para os animes Tegami Bachi e Senkou no Night Raid. Em Março de 2010 ela lançou seu primeiro album, Love Anison: Utattemita. Em Julho de 2010, ela lançou o primeiro single de sua autoria: “La La La, Sekai wo Hitotsuni”, que foi usado de música de suporte para o World Cosplay Summit 2010 em Nagoya.

Eu já tinha pensado nisso.. Mas agora, com as provas de que um cantor estrangeiro pode até fazer sucesso no Japão, acho que eu tenho mais chances (Sério, hahaha)!!
Enfim, espero que tenham achado interessante!
Ja Ne

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: